PIRACICABA, QUINTA-FEIRA, 19 DE OUTUBRO DE 2017 Aumentar tamanho da letra
Página inicial  /  Webmail

Acary de Oliveira Mendes



Acary de Oliveira Mendes
São Paulo
Professor/Jornalista
06/10/1915
18/07/1978

	Nascido em São Paulo em 06/10/1915 e falecido em Piracicaba em 18/07/1978. Casado com Alina Coelho de Oliveira. Professor, jornalista, poeta, historiador.

	Ainda na infância, passou a viver em Piracicaba, onde freqüentou a escola primaria, o ginásio e o ensino normal, diplomando-se como professor pela Escola Normal Oficial em 1936. 

	Começou sua carreira no magistério como professor estagiário de uma escola em Assis, passando em seguida a lecionar em Capivari, como professor efetivo. Tornou-se professor adjunto do Grupo Escolar Dr. Paulo de Moraes em Piracicaba e em 1941 assumiu a direção do Grupo escolar Professor Pedro Crem Filho. Durante uma dezena de anos lecionou português e historia no Ginásio Nossa Senhora da Assunção. Colaborador de diversos periódicos, foi redator chefe do Jornal de Piracicaba, onde exerceu antes os cargos de repórter e secretario. Após o termino do período da ditadura de Vargas, fez parte do grupo de vereadores eleitos para compor a câmara municipal, com a retomada do regime democrático no país, mas renunciou ao mandato, inconformado com a rejeição pelos seus pares de um projeto importante em favor do ensino local.

	Foi um dos principais idealizadores e fundadores do Instituto Histórico e Geográfico de Piracicaba. Recebeu o titulo honorário de cidadão piracicabano, que lhe foi concedido pelo legislativo local. Destacou-se como um dos membros mais atuantes do Rotary Club de Piracicaba, tendo pertencido igualmente ao Lyons Clube. Atuou na cidade como representante e correspondente do jornal O Estado de São Paulo. Publicou Crianças, série de livros de leitura para ensino elementar. “Pedagogo completo, jornalista integral. Solucionava problemas educacionais. Vibrava diante dos problemas municipais... inteligência privilegiada... uma vitalidade múltipla... rotariano dos mais vibrantes, orador de bons predicados, animou muitas conferencias, ou no terreno do ensino, da Constancia histórica da urbe, ou nos arraias rotarianos, sempre com talento, segurança e honestidade”. 

	Filiado ao PSP (partido social progessista), pertenceu a câmara de vereadores do período de 1948 a 1951.

	Há uma rua com seu nome, no conjunto residencial Mario Dedini.