PIRACICABA, TERÇA-FEIRA, 17 DE OUTUBRO DE 2017 Aumentar tamanho da letra
Página inicial  /  Webmail

José Rodrigues de Almeida



José Rodrigues de Almeida
Mandacaru
Médico
08/10/1878
23/11/1951

	Médico, higienista, político, escritor, vereador e prefeito municipal de Piracicaba, no período de 1925 a 1930. Rodrigues de Almeida nascido na fazenda Mandacaru, perto de Anhembi, em 08/10/1878 e falecido em Piracicaba em 23/11/1951.

	Formou-se na faculdade de medicina do Rio de Janeiro, onde iniciou-se na pratica médica. Trabalhou com Osvaldo Cruz na campanha contra a febre amarela e teve consultório em Piracicaba a partir de 1903, passando no mesmo ano a atuar na Santa Casa de misericórdia local. Foi medico da Usina Monte Alegre e do Asilo de Velhice e Mendicidade (posteriormente Lar dos Velhinhos), desde 1912. Em 1913 fundou com outros médicos o Centro Médico de Piracicaba, primeira associação médica piracicabana, que teve breve duração. 

	Em 1916 instalou o primeiro aparelho local de raios X em sua residência, a rua Boa Morte, destacando-se como o melhor médico ortopedista da cidade. Muito culto, político combativo e combatido, integrou o diretório local do Partido Republicano e foi eleito vereador pela primeira vez em 1917, tendo pertencido desde 1925 ao Partido Republicano Independente, vitorioso nas eleições deste ano. Com essa vitoria, alternou com o Dr. Coriolano Ferraz do Amaral o cargo de presidente da Câmara municipal e foi prefeito em 1929-1930. 

	Durante esse tempo, empenhou-se em iniciativas de saneamento da cidade e combate a febre e tifóide e a febre amarela, modernizando o sistema de tratamento de água. Como vereador, atuou na Câmara Municipal nos seguintes anos: 1917-19, 1926-28 e 1929-31. Nas palavras de Losso Netto, Rodrigues de Almeida foi o “saneador de Piracicaba”. 

	Na condição de medico, atuou na Revolução Constitucionalista de 1932, como chefe de corpo de saúde nos campos de batalha. Participou da fundação do aeroclube local (1948) e da Associação Paulista de Medicina de Piracicaba (1950). Casado com Cesarina Cardoso. Filhos: Thiers, médico e general, Dimas, desembargador e vice-presidente do Tribunal de Justiça do Estado, José, engenheiro, Pedro, engenheiro agrônomo e Maria Dirce de Almeida Camargo, insigne pianista e professora. 

	Na paulicéia há uma rua com seu nome.