PIRACICABA, SEGUNDA-FEIRA, 26 DE JUNHO DE 2017 Aumentar tamanho da letra
Página inicial  /  Webmail

Pira



Walter Ferreira da Silva
Piracicaba
Jogador de Futebol
23/04/1951
28/05/2011

	Natural de São Paulo capital, Walter Ferreira da Silva, o Pira, nasceu em 23 de abril de 1951. Antes de se tornar político Pira foi jogador profissional de futebol, atuando pelo XV de Piracicaba, Santos e Operário de Mato Grosso entre outros clube.

	Quando criança trabalhou no circo da família atuando como ator e ficou famoso com a peça;”Marcelino pão e vinho”. Participou de filme com o Mazzaropi como um de seus filhos. Em 1963/64 mudou-se para Santos e começou a jogar futebol nas divisões de base do Santos. Depois de jogar contra o XV de Piracicaba em uma preliminar com o time de aspirantes do Santos, vencendo o time de Piracicaba por 6 a 0. Pira foi trazido para Piracicaba pelo Branco, pessoa que ele considerava seu segundo pai.

	Torcedor do XV e do Corinthians, Pira estava sempre falando e comentando assuntos de futebol, criticando atitudes anti-desportivas e as maracutaias – como sempre dizia - que rondavam o esporte.
         
	Amigo do ex-jogador Chicão foi um dos que mais sofreu com a doença e morte do amigo. Homenageou, como vereador, os ex-jogadores Gatão e Idiarte com Títulos  de “Piracicabanus Praeclarus”.
         
	Como parlamentar atuou principalmente nos bairros Paulista, Paulicéia e Jaraguá. Pautava seus mandatos como um batalhador objetivando buscar melhorias para a população piracicabana como um todo e, principalmente, lutava pelas classes menos favorecidas. Atualmente, procurava respostas para falta de profissionais para atender a população na área de saúde.
         
	Para este ano o objetivo de Pira era de conseguir a construção de galeria de águas pluviais na rua Erotides de Campos no cruzamento com a  avenida São Paulo , a chamada “bacia” Erotides de Campos, na Paulicéia. No local quando chove a água inunda casas e estabelecimentos comerciais, deixando a população desesperada e isto o deixava muito preocupado. Para tanto, Pira conversou com o deputado federal Arnaldo Jardim que aprovou emenda no Orçamento da União destinando R$ 280 mil para o inicio das obras.  
         
	Amigo do navegador José Luiz Guidotti, dividia com ele a sua luta por um Rio Piracicaba limpo. Após a morte do amigo denominou a nova ponte do Morato como: José Luiz Guidotti.
         
	Tinha um amor especial pelo trabalho e alunos da escola Passo a passo. Se emocionava muito cada vez que assistia a trabalhos realizados pelos alunos em eventos especiais.
         
	Protocolou desde 2004, 214 Indicações; 206 Requerimentos; 23 Moções; 78 Projetos de lei; 12 Projetos de Decreto Legislativo; dois Projetos de Lei complementar e sete projetos de Resolução.
         
	Uma das últimas ações de Pira como vereador, foi a de colocar a Copa Rocha Netto de Futebol como parte do calendário oficial de eventos de Piracicaba. Na área da saúde ele instituiu o acompanhante para pacientes internados ou não, nas unidades de saúde do município.
         
	Em suas entrevistas ele deixava claro a sua paixão pelo povo de Piracicaba. “Quando falam para mim que o maior patrimônio de nossa cidade é o XV eu discordo e falo que o maior patrimônio de Piracicaba é o seu povo. O XV é o segundo colocado”, afirmava Pira
         
	Antes de ser eleito vereador trabalhou como assessor parlamentar e assistente parlamentar dos vereadores Eduardo Pereira e Laerte Zitelli.
         
	Estava em seu segundo mandato como vereador e foi eleito com 3626 votos contra 2623 no primeiro mandato em 2005. Era separado de Cacilda Gutierrez Begas com que teve duas filhas Cláudia e Juliana e duas netas.

	Obteve 3.626 votos nas eleições de 2008. E 2.623 votos em 2004.

	Texto: Rubens Fontão